23 de jun de 2010

Perfeccionismo é saudável?

Após muitos comentários do meu modo perfeccionista de ser, resolvi escrever sobre o assunto.

O perfeccionismo consiste em ter um padrão de exigência consigo mesmo (e às vezes com os outros), seja no trabalho, relacionamento e outros aspectos da vida, difícil de satisfazer e manter.

Isso pode trazer vários aspectos negativos como: ansiedade, insegurança, medo de nunca ficar bom o suficiente, problemas de relacionamento com amigos, funcionários e colegas de trabalho, raiva de si mesmo e frustração por não conseguir fazer tão bem feito quanto desejaria.

É muito bom ter tudo arrumadinho, organizado, saber onde está cada objeto guardado, abrir a porta da frente da sua casa e perceber que tudo está no seu devido lugar, mas tudo dentro de um limite que não deixe as outras pessoas constrangidas ao lhe visitar, ou até mesmo as pessoas que vivem na mesma casa com você.

Eu estou sempre me policiando, é lógico que vacilo muitas vezes e percebo a minha supraexigência, aí então, é o momento de relaxar e ver que as coisas acontecem dentro de uma dinâmica própria e que nem sempre você poderá mudá-la, então aceite, mas sempre na tentativa de dar o seu melhor, de forma saudável.


Ser eficaz muitas vezes é ser maleável e convincente de forma sutil e inteligente! Pense nisso.

Fonte da Imagem: Ela Dela
A questão é ter bom senso, pensar no bem-estar comum, e viver sua vida da melhor forma possível, respeitando o espaço do outro e manter sua saúde física e mental, sem exageros e constante exigências de si mesmo, que possa lhe trazer tristeza ou decepção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo e bem feito" Pitágoras

Related Posts with Thumbnails